Etc Matérias NA Tecnologia

Ar-condicionado automático: como funciona?

ar-automatico-2-1024x445

Hoje em dia, quase todos os carros vendidos no Brasil possuem ar-condicionado de fábrica, com algumas raras exceções na gama de entrada e em alguns veículos comerciais. Este item que no passado recente era um artigo de luxo, opcionalmente oferecido com preços altíssimos em muitos casos, hoje em dia ainda é caro para instalar se o carro não tiver o equipamento vindo da linha de montagem.


O que era luxo, na verdade é um item imprescindível em qualquer automóvel, ainda mais num país de clima tropical como o Brasil, onde as médias de temperatura são bem mais elevadas que na Europa, por exemplo. Então, não se trata de um luxo, mas de uma necessidade.

Embora parte dos modelos mais baratos, esse dispositivo é apresentado com comandos manuais, onde o condutor precisa ajustar velocidade do ventilador, temperatura do ar e a posição onde o ar frio precisa atingir, seja no para-brisa, nos pés, de frente aos bancos dianteiros ou no intervalo entre eles. Mas, num ar-condicionado manual, a temperatura não sempre será a mesma programada pelo condutor, diferente em relação ao posicionamento do fluxo de ar e ventilação.

Dessa forma, o condutor precisará perceber quando a temperatura está adequada para ajustar os controles de forma a garantir um ambiente mais agradável a bordo. Mas, nem todo mundo se apercebe dessa necessidade e acaba deixando ou muito gelado ou mais quente. Por isso, não só para manter um habitáculo agradável, mas também para gelar o espaço dos ocupantes de forma mais rápida e racional, existe um dispositivo de ajuste automático, que é o chamado ar-condicionado automático.


ar-automatico-3-1024x381

Automático

Apesar de o termo parecer ser semelhante ao de uma transmissão, que pode ser manual ou automática, envolvendo assim diferenças radicais em sua concepção, no caso do ar-condicionado automático, apenas o ajuste de temperatura é almejado pelo sistema eletrônico. Todo o restante é igual ao do sistema manual, incluindo compressor de ar, correia, dutos de refrigeração, sistema de circulação, entre outros.

Nesse caso, apenas o controle do dispositivo tem gerenciamento eletrônico. Nesse caso, o condutor escolhe uma temperatura e assim o sistema irá mante-la em qualquer situação, não importando se estiver mais frio ou mais quente lá fora. Geralmente feito através de comandos físicos, que em alguns carros tem parte ou todo o ajuste da climatização feita pelo display da multimídia ou display dedicado com tela sensível ao toque, mas este é muito novo e apenas poucos carros possuem. Uma observação importante é que nem todo dispositivo com tela digital é automático, pois apenas mostra a temperatura ambiente e mais nada.

Num ar-condicionado automático comum, geralmente o dispositivo tem seu painel com um display exclusivo, onde é informado ao motorização informações relativas ao funcionamento. Pode ser touchscreen ou não, nesse caso com a presença de botões. O painel basicamente vem com funções de recirculação de ar (presente também no manual), além de posição de saída de ar para cima, frontal e inferior (pés), tendo ainda um específico para desembaçamento do para-brisa. Há também outro para o desembaçamento (elétrico) do vidro traseiro.

Alguns aparelhos possuem a função de desembaçamento rápido do para-brisa, o que é útil em dias muito frios ou em mudança rápida de temperatura exterior e interior. Claro, o ajuste de temperatura não apenas gela, mas também aquece o ar ambiente se desejado, como num ar-condicionado manual. Alguns modelos apresentam até três padrões de funcionamento, incluindo um modo econômico, um rápido (de forma geral) e um normal.

Mas e a função “Auto”? Essa é a grande diferença, já mencionada, em relação ao manual. Programa-se a temperatura e o ar-condicionado automático irá acelerar a refrigeração no menor tempo possível até atingir o nível desejado pelo condutor. Se a temperatura exterior influenciar o ambiente, o ar fará o ajuste automaticamente para que o ambiente continue do jeito que o motorista escolheu.

No manual, é preciso ficar mudando de temperatura de acordo com a variação do clima. A ventilação é alterada pelo gerenciamento, reduzindo a velocidade para manter o ar constantemente frio. Se ficar quente de repente (porta ou vidros abertos), o ventilador acelera para compensar.

Obviamente, o condutor terá de perceber quando o ambiente se torna agradável ou não. Com a grande potência dos dispositivos de climatização hoje em dia, com pouco tempo, um bom ar acaba gelando muito as mãos do motorista quando no volante, pois estão próximas de jatos dos difusores. Até mesmo o ambiente pode ficar frio o suficiente para incomodar, especialmente em viagem longa. Com todos os ajustes à mão, no automático (display digital), o condutor não precisa se preocupar com a climatização.

novo-peugeot-2008-NA-25

Dual zone

Em alguns carros, a climatização pode apresentar duas ou mais temperaturas, chegando a quatro. O HVAC, é um sistema que possui sensores que medem a temperatura nos dois lados do carro e lê o pedido do display, ajustando assim o fluxo de ar e a temperatura de forma individual. Dois HVAC geralmente são usados em sistemas tri-zone ou quadri-zone, sempre com controles digitais e individuais de temperatura e circulação. Na função de sincronização, ambos terão os mesmos ajustes. Em poucos carros, pode-se isolar a climatização apenas ao condutor, a fim de reduzir o consumo.

 

 

COMPARTILHAR:
  • Alfredo Araujo

    Sempre quis ter um carro com AC automático… Hj q tenho, não uso ! rs

    • Nem ligo pra função Auto, mas pro dual zone eu dou valor. Aqui em casa costumo ser o calorento, então se coloco o ar no máximo reclamam comigo rs

      • Alfredo Araujo

        O Civic é auto… mas não é dual.

        • Edson Fernandes

          O atual Civic oferta dual zone em todas as versões. Já o Corolla apenas na Altis.

          • Alfredo Araujo

            O meu é o 2014. É auto em todas as versões… mas apenas auto.
            Dual zone, acredito q só na EXR

            • Victor Eduardo

              Não! Dual Zone disponível somente na 10 geração!

            • Fábio A.

              EXR é só Auto, não dual zone. Tenho um 2014.

            • Edson Fernandes

              No seu modelo, nem o EXR é dual zone. Todos de fatos são digitais de uma unica zona.

              Somente na decima geração que ele passou a ser dual zone de série em todas as versões.

          • zarath rocha

            Vc sabe porque o difusor central do civic não fecha ? estou no meu terceiro civic (2008 2012 2016) e até hoje não entendi pq não tem como fechar a saída de ar central.

            • gabriel avila

              Deve ser característica da Honda, o G10 também não fecha

            • Edson Fernandes

              Sabe… isso ocorre tbm no meu Fluence. Acho totalmente sem sentido.

              Uma falha de projeto… entretanto, pesquisando fora do Brasil, vi que esse item existe na Europa. Ou seja, foi um corte de custos para fechamento do difusor. Revoltante.

              E o do Fluence tem um ponto mais grave: Ele não permite que você jogue o ar para o teto, pois o ajuste do difusor é limitado. Então vc precisa ficar ajustando os difusores que os centrais possam um jogar o ar para o outro para evitar jogar no rosto da pessoa ou no corpo dela (o mesmo para o motorista). Achei isso bem ruim.

          • gabriel avila

            não sei o 2018, mas o 2017 era apenas auto nas versões SPORT e EX

          • No G10, o dual zone só vem pras EXL e Touring. Sport e EX é apenas automático.

    • Alexandre Maciel

      Hehehe… no meu caso, depois do automático eu praticamente parei de utilizar qualquer outro botão que não o da temperatura. Como moro em Fortaleza, em regra uso 19ºC durante o dia e 21/22ºC durante a noite.

    • Mayck Colares

      100% das pessoas que conheço com ar automático não usam a função AUTOMÁTICA (AUTO) pq acham que o jato vem muito intenso quando ligam. Acabam usando como um ar manual só que com tela.

      • Alfredo Araujo

        Vc conseguiu resumir EXATAMENTE o meu sentimento a respeito do AC auto… rsrs
        Se fosse algo gradual, seria ótimo ! Mas ele tenta alcançar aquela temperatura o mais rápido possível ! E isso é irritante… rs

        • Rogério Marquezan

          O meu Peugeot 2008 tem a função auto soft que diminui a velocidade do ventilador justamente pra evitar essa sensação de ventania. Achei bem útil.

        • afonso200

          detesto quando ele chega na temperatura certa e dai passa pro ar externo,…. dai tem que desligar o AUTO e botar no ar interno, e diminuir a velocidade do vento pq se nao vai esfriar de mais, sempre uso 24.5 ou 25 no Azera. na CRV é 24……no Azera o vento baixa quando vai se chegando na temperatura que quer, (tipo ter tirado o carro do sol)

          • Alexandre Maciel

            Isso depende do veículo. No meu eu sempre uso com o recirculador e o AC continua funcionando em modo automático. Tanto que a indicação de AUTO permanece lá acesa. Outro dia tirei a dúvida de um amigo que possui Civic da geração anterior, já que nesse veículo a indicação AUTO some ao ativar o recirculador. No caso do Civic, ao ativar o recirculador apenas a inscrição auto some e o AC continua em modo automático. Como é possível afirmar isso? Basta modificar a temperatura desejada e perceber que o ventilador tem sua veolocidade alterada.

            • Victor Eduardo

              No meu 9° geração Honda Civic. Uso conforme amigo falou no começo o jato na cara é foda rs. mas depois mudo para Auto. Ele desliga e religa recirculador conforme temperatura acionada. Se você colocar 24 e chegar em 23 ele desativa o recirculador para subir um pouco temperatura. E Assim vai….

              Essa minha impressão.

              • Alexandre Maciel

                Eu também já havia percebido que ele ativa ou desativa com base na diferença entre a temperatura selecionada e a aferida pelo sensor. Mas você pode optar por deixar o recirculador ativo e o AC continuará com o funcionamento automático. Apenas a inscrição AUTO sumirá do display. Testei no veículo dele e funciona exatamente dessa forma.

                Só a título de exemplo, o que percebi em alguns modelos da Ford é que o recirculador é ligado se o segundo estágio do eletroventilador for acionado. Como isso indica que o carro está se esforçando para manter a refrigeração do gás e a temperatura do evaporador, o sistema fecha a entrada de ar externo para otimizar a refrigeração. No caso dos Ford, diferentemente dos Honda, o acionamento automático do recirculador não redunda na indicação luminosa nos controles do AC (luz de recirculação não acende e apaga). Em contrapartida, manter o recirculador acionado (luz laranja acesa) não faz com que a luz indicadora de AUTO se apague.

          • mjprio

            No versa vc pode programar a abertura e fechamento manual ou automática, dependendo da temperatura selecionada

        • Ubiratã Muniz Silva

          no meu smart fortwo não tem aquela “baforada” de ventania, você seleciona a temperatura que você deseja (18 a 26) e a velocidade do ventilador (de 1 a 4). Demora um pouco mais (não muito, o carro é pequeno) para refrigerar mas não tem essa cusparada de vento na cara. E não precisa ficar ajustando toda hora como um ar-condicionado “comum”. O termostato funciona muito bem.

          • Janduir

            Mas o ideal é colocar o vento pra cima…o ventilador começa no pau e depois vai diminuindo a medida que atinge-se a temperatura ideal. Se controlar manualmente o ventilador, ai a função automático não serve pra nada.

      • Fábio A.

        Há 7 anos tenho carro com Auto e aprendi usá-lo na função Auto praticamente todo o tempo, a única situação que inativo ela temporariamente é quando estou na estrada atrás de algum caminhão soltando fumaça e alguma estrada com poeira, onde coloco pra recircular..

    • th!nk.t4nk

      Deixe o AUTO ligado e regule pela temperatura.

      • Eduardo Alves

        Que na pratica da na mesma. Eu colocava o meu no menual ate refrigerar o carr, depois ligava o auto para manter.

        • Ygor Soares

          Não, pois você regula a temperatura e a mesma regulada velocidade de ventilação. Já no manual você precisa ficar combinando ambas.

          Eu deixo no auto e pronto, funciona muito bem.

          Isso sem contar o desembacamento que basta pressionar um único botão e o sistema ajusta tudo automaticamente.

        • Alfredo Araujo

          Esse é o jeito…

      • Fábio A.

        Exatamente isso que eu faço. E acredito que foi feito para funcionar assim…

    • ObservadorCWB

      Não usa o AC ??? Pois se usa, está : “automaticamente usando o automático”…kkkk

  • Nicolas_RS

    Não passa de uma firula! Assim como AC de Duas Zonas!

    • th!nk.t4nk

      Cara, o ar de 2 ou 3 zonas acho útil pra caramba. Quando é um casal que cada um prefere uma temperatura, evita muita discussão :)

    • Eduardo Alves

      Concordo.

    • El Gato Negro

      Firula? Garanto que você não é casado.

      • Edson Fernandes

        E é assim que vamos tendo nossos carros cada vez mais pobres em itens de conforto.

        Tudo que é recurso a mais, é considerado firula.

        • ÓQUEI

          Pois é, tudo pra esse povo é firula!!!! pqp

          • Unknown

            O cara é gaúcho! Extremamente conservador.

          • Edson Fernandes

            Fico eu pensando no que meu carro tem hoje:
            – Ar dual zone
            – 6 air bags
            – ESP
            – Farol de xenon
            – Teto solar
            – Sensor de chuva
            – Sensor crepuscular
            – Saida de ar para bancos traseiros
            – Controle automatico de velocidade
            – Limitador de velocidade
            – GPS de fabrica
            – Agora sabem qual é: Chave cartão que faz abertura e fechamento por distancia
            – Ligação do carro por botão
            (isso porque não citei outros pormenores)

            Pra mim, itens bem interessantes… é muito bom qdo vc está por exemplo com sacolas na mão e não precisa acionar nenhum botão. Para muita gente esse exemplo inclusive é tudo frescura. E o pior… os carros estão perdendo tais recursos, o que me fez repensar a troca de carro e digo mais, dureza pensar que na maioria das opções eu perderei algo.

        • El Gato Negro

          Sim, depois veem os carros americanos, recheados e baratos, para dizer que “ah, esse que é completão não vem para o Brasil…” É brabo!
          Esses dias tinha uma discussão em um post sobre ser necessário/desnecessário o controle de tração em carros pouco potentes. Cara, alegavam que não precisava do TC porque o motor era fraco e não tinha risco de destracionar.
          Outro afirmou que tinha dirigido carros sem TC a vida inteira, e que agora se irritava com aqueles que consideravam o item fundamental. Sério, me deu vontade de responder algo do tipo “então venda o microondas que você tem na cozinha e continue com um fogão à lenha”… já que a evolução não é fundamental. Sério, me irrito com isso.
          Tudo o que traz conforto e segurança é EVOLUÇÃO!!! E chamam de firula… pqp…

          • Edson Fernandes

            Eu penso que nossa exigencia por mais itens dentro de um carro não seja meramente pensado apenas na segurança. Eu penso que o que pesa cada vez mais, é o preço que os carros chegam ao nosso mercado.

            Então independente da nossa politica tributaria que ferra com todo mundo, nada mais natural do que termos carros mais adaptados ao nosso dia a dia.

            Na epoca do Fusca (e até meados de 1990) o transito, o estresse, a vida não era da forma que é hoje.

            Ao mesmo tempo que um celular ajudou muito na comunicação, hoje faz termos mais tempo trabalhando através dele ou por meio dele. Antes o cara só conseguia contato por telefone ou pessoalmente. Não é colocando que as pessoas do passado trabalhavam menos… mas haviam situações bem distintas onde era comum se pensar e até ouvir: “Deixe seus problemas pessoais em casa enquanto estiver no trabalho”.

            Com o mundo que é hoje? Tudo para ontem, senão encontra o cara no trabalho, é por telefone (whatsapp, email ou ligação). Chegou em casa? Trabalha remoto.

            Nada mais natural que a evolução em nossa forma de viver, nos leva tbm a formas de nos locomover e isso tbm se agrega aos carros.

            Muitas das funções dentro de um carro que de fato tiveram custo inicial para seu desenvolvimento, hoje são facilmente inseridas através de um computador de bordo inteligente. Obviamente há calibração dos sistemas para cada produto, mas a redução de testes necessários devido a um acerto por programa, melhorou e muito os custos e equilibra o fato dos carros serem equipados tanto em segurança como em tecnologia.

            É dureza vermos outros países podendo usufruir de motores turbinados de baixa litragem a preços de produtos com motores maiores e beberrões. Além dos EUA que o mercado é diferenciado e admitem motores grandes (porém robustos e muito confiaveis) devido ao preço do combustivel. Enfim… dá para citar muitos motivos pelo qual exigimos muitas coisas que antes poderiam até ser consideradas superfluas, mas diante do que gastamos em carros, é mais do que justo termos eles bem equipados.

        • Alfredo Araujo

          Como assim ? Discordo !
          “E é assim que vamos tendo nossos carros cada vez mais pobres em itens de conforto.”
          .
          Não lembra dos VW Gol com “retrovisor direito” como opcional ? hahaha
          Ou quem sabe… as super calotas ?
          .
          Nossos carros nunca tiveram tantos itens de conforto !
          Quem reclama é pq nunca teve… Depois q tem, não quer voltar a não ter !
          Eu mesmo tenho alguns exemplos pessoais, onde eu dizia q era frescura, e depois de ter, quero em todos os meus futuros carros… Tipo sensores de estacionamento… bancos em couro… e alguns etc q eu não lembro…

          • afonso200

            pra mim item fundamental hoje é ESP, bancos eletricos, ar dual zone , teto e xenon, e som top com sub, se nao tiver eu coloco….e claro cambio AT sempreeee

          • Edson Fernandes

            Então Alfredo, mas cada vez que alguem diz que tem firulas em um carro, pode ter certeza que a fabricante por muitas vezes tem sempre alguem acompanhando e colocando isso em um termometro para tirar ou colocar itens em um carro.

            O caso mais recente foi o Corolla de tanta reclamação acerca do ESP. A Toyota sabia que a inserção desse item em um determinado momento seria requisitado a ponto de perder vendas sem tal recurso.

            Foi lá, melhorou em alguns pontos o produto e inseriu o tal ESP. (e quem diria, melhorou bem a oferta do Etios não tendo apenas o ESP na versão de entrada).

            Então, cada vez que vem com essa de firula, ou mesmo que ESP é dispensavel para carros pouco potentes, a marca enxerga e não oferta. E é como vc disse: Qdo vc tem um recurso tecnologico mesmo que seja voltado ao conforto, vc não quer voltar a não ter tal recurso.

            Por isso uma galera fica doida para ter por exemplo central multimidia. Infelizmente tem muitos que gostam de coisas a vista… eu mesmo gosto de coisas praticas e funcionais.

    • Michel Soares Pintor

      Anda com mulher no carro pra tu ver se é firula!

  • Alexandre Maciel

    Depois do automático eu praticamente parei de utilizar qualquer outro botão que não o da temperatura. Como moro em Fortaleza, em regra uso 19ºC durante o dia e 21/22ºC durante a noite. Acho bem prático.

    • Janduir

      O melhor carro que tive que o automático funcionava 100% que tive foram um Tempra 1996 (esse tinha uns 3 sensores internos pra medir a temperatura – e colocava tipo 22 graus e mantinha – esquecia do ar), o Corolla Seg 2003, Astra Elite 2005. Agora estou com um Vectra 2010 que deve estar com algum defeito. Pois coloco 23 graus, ai daqui a pouco começa a esquentar, ai desço pra 22 e começa a gelar muito. Já levei em 2 especialistas que dizem ser normal. Ai acabo usando ele manualmente. Fim do ano viajei de SP pra Fortaleza num Hilux 2010 do meu irmão. Outro sistema sensacional, colocava 25 graus e ficava o dica inteiro…

    • Fábio A.

      Também acho super prático.. Tenho um Civic, durante o dia coloco no Auto Low (mínimo) até esfriar, depois vou mudando a temperatura até estabilizar entre 20 e 22, e com a temperatura ideal o ventilador baixa a velocidade e temperatura fica agradável e diminuí o ruído. Funciona muito bem.

  • Mayck Colares

    No meu 208 que saiu na foto aí tem esses 3 níveis de intensidade do ar. Auto soft, auto e auto fast. Mesmo no soft acaba saindo muito ar o ventilador é ligado na velocidade 6 por exemplo, aí acabo usando o ar regulando a temperatura e o ventilador como um manual mesmo.

    • Edson Fernandes

      Se o dia estiver quente o auto tem a tendencia sim de ajustar a velocidade em uma intensidade rapida, porém reduz assim que ir atingindo a temperatura ajustada.

      Se for para querer mais conforto porém com menor eficiencia em refrigerar a cabine inicialmnete, ainda precisa recorrer a ajuste manual mesmo. No Fluence qdo no soft, ele tende a reduzir rapidamente a velocidade desde que não esteja muito quente. Caso contrário ele irá agir rapidamente para depois começar a baixar.

      Mas em dias muito quentes eu tenho preferido usar o auto porque considero que a tempetura depois de atingida fica mto agradavel (no limiar de ficar até com frio da forma que ele está soprando ar).

    • Mr. On The Road 77

      Assim que liga, depois de alguns segundos, a velocidade do ventilador vai ao máximo. Se você esperar alguns minutos, a velocidade do ventilador vai diminuir…

  • Eduardo Alves

    Tive carro com ar Dual zone e pra mim é uma das coisas mais inuteis que tinha no carro. Os amigos que nao conhecem ficam mais impressionados pelo numero diferente que aparece do que pela utilidade de fato.

    • Ygor Soares

      Eu tenho e só a minha esposa usa, porém é algo que não faço questão em um próximo carro. Acho que na Europa funciona, agora no Brasil…..

    • Unknown

      Eu acho que em um ambiente tão reduzido, como em um habitáculo de um veículo, fica difícil de diferenciar tanto a temperatura de uma porção do interior, em relação à outra… acaba meio que homogeneizando.

  • konnyaro

    O ideal seria ter um ar-condicionado automotivo com sistema inverter, pois os compressores atuais são do tipo funciona a 100% e depois fica parado, alternando este ciclo de forma ineficiente. Com o sistema inverter, o compressor funcionaria direto de acordo com a demanda necessária, mas variando sua carga, igual ao sistema inverter residencial, tornando-o mais eficiente e econômico.
    Para isso teríamos de deixar de lado o compressor acionado diretamente pelo motor e colocar um sistema 100% elétrico. Outra solução seria com um sistema de variação de rotação cvt entre o compressor mecânico e o motor, mas como tudo isto envolve custos acabará ficando apenas para os carros luxuosos, pois para os compradores de carros comuns seria um custo extra injustificável pelo ponto de vista destes.

    • Ygor Soares

      Esse sistema, aonde a rotação do compressor cai e não desliga totalmente já existe nos veículos, inclusive o meu faz exatamente isso :)

      • konnyaro

        A rotação cai porque a embreagem eletromagnética é acionada, e com isso o compressor para de trabalhar. Para se ter um sistema realmente inverter não se pode ter uma ligação direta com o motor.

    • Louis

      Essa é minha maior dúvida em relação aos A/C dos carros, será que já não tem carros com este sistema?
      Nos A/C comuns, na verdade o compressor fica ligado 100% do tempo, o que faz variar a temperatura é que um pouco de ar quente do sistema de aquecimento é misturado, o que torna o sistema extremamente ineficiente.

      • konnyaro

        Ledo engano. O compressor funciona e para. A mistura de ar quente ocorre nos ar-condicionados dual zone, onde ocorre a diferença de temperatura nas saídas de ar. Ou seja, é um desperdício em dobro: Primeiro se resfria o ar para depois aquecer de novo misturando com o ar quente.

        • Louis

          Pelo menos no meu carro (antigo, controle analógico), o compressor não para

          • konnyaro

            Neste caso o compressor está sempre funcionando e o termostato serviria apenas para regular a quantidade de ar quente a ser misturado com o ar gelado. Economia porca dos engenheiros, pois não precisa de sensores de temperatura, mas em troca o carro irá consumir mais que outro com sitema liga desliga.

      • gabriel avila

        Quando eu tinha um symbol era assim, o compressor funcionava o tempo todo. Depois que mudei para o versa percebi que ele fica armando/desarmando o tempo todo, principalmente quando coloco o ar um pouco mais quente

        • Fábio A.

          O Civic eu percebo ele armando e desarmando.

        • mjprio

          No meu versa tb e assim. Achei que era defeito pois ele faz um barulho esquisito. Entretanto o ar automatico dele e excelente

    • th!nk.t4nk

      Curiosidade: todos os carros decentes usam compressor do tipo “inverter” (até o Fiestinha tem há muitos anos). Hoje em dia é só carro popular ou extremamente capado que usa compressor “on-off”.

      • konnyaro

        Duvido muito, pois o compressor é ligado diretamente ao motor, existindo apenas a embreagem eletromagnética que desacopla o compressor. Pode se verifica facilmente isso ao acelerar com tudo o carro, e onde ocorre o desacoplamento para evitar roubo de potência do motor.

        • TFSI

          No meu antigo Onix 1.4 não havia o desligamento do compressor. Eu pisava tudo com o ar ligado, inclusive à época fiz várias puxadas 0-100km/h, seja na gasolina ou álcool, e o vento que vinha da saída do ar estava sempre gelado. Então, nesse aspecto, o Onix tinha o compressor do ar variável.

          • konnyaro

            Estava vendo agora que em alguns carros o compressor fica ligado direto quando se liga o ar condicionado, ficando o termostato apenas para regular a quantidade de ar quente a ser misturado com o ar gelado. É o sistema mais ineficiente existente, pois o compressor irá estar sempre roubando potência do motor (e consequente maior consumo), gelando o máximo possível, e para evitar que fique muito frio ou se desliga o ar ou teria de misturar com o ar quente. O engenheiro que bolou este sistema devia ter seu CREA confiscado.
            REPITO: Todos os compressores que tem ligação direta com o motor não podem variar sua rotação de forma independente conforme a carga necessária, ou seja, sua rotação de funcionamento acompanha a rotação do motor.

            • TFSI

              REPITO: Todos os compressores que tem ligação direta com o motor não podem variar sua rotação de forma independente conforme a carga necessária, ou seja, sua rotação de funcionamento acompanha a rotação do motor – concordo com essa sua informação na parte da rotação de funcionamento do compressor em acompanhar a rotação do motor. Quando eu pegava estrada com o Onix o ar condicionado gelava muito, tinha que regular sempre a temperatura ou desligá-lo.

              Agora, volto a afirmar que pelo menos no Onix o compressor não desligava; lembrei agora também que o carro da minha noiva, HB20 1.6, também não desliga. Até estranhei isso no começo, testei o carro nas mais variadas formas e ele não desligava. Diferente do Celta que eu tive a qual a cada pisada o compressor desligava.

  • Ricardo

    Meu Polo 2009 tem, inclusive com essa função de desembaçamento e é muito útil.

  • Pessoal do NA, vocês tem que ter mais cuidado ao pegarem fotos da Internet e apenas colocarem o logo de vocês em cima. A primeira foto que vocês usaram, do site do Polo da VW Malásia, até acredito que não tenha problema de direitos autorais. Mas a segunda foto, que inclusive está com graus em Fahrenheit (escala de temperatura não usada no Brasil), está no artigo de 2017 do site HolidayFordUSA, artigo que inclusive explica como funciona o ar-condicionado automático (What Does Automatic Climate Control Do?).

    • Edson Fernandes

      Pior que o painel do ar automatico desse Poloé bem mais bonito que do nosso polo. Tem curvas, parece integrado ao painel.

      No “nosso” Polo, eles deixaram um espaço 1 din e colocaram o ar lá. Ficou normal, mas é em minha opinião visualmente falando menos contrastado com o painel.

    • A segunda foto é uma foto oficial de imprensa da Ford, não pegamos do site que vc disse. Você deve ter usado alguma ferramenta que indica onde as nossas fotos já apareceram, como o TinEye, mas isso não significa que pegamos de lá.

      O tal site citado pode ter usado ela, mas a foto é de imprensa da Ford, e usar fotos das montadoras não traz nenhum problema pois elas são disponibilizadas justamente para isso.

      Veja por outro lado que fotos de flagras de outros sites ou flagras do exterior nós nunca usamos, pois essas sim tem direitos autorais do fotógrafo.

      Não se preocupe, fazemos isso há 13 anos já.

      • Obrigado pelo esclarecimento!

  • Thales Sobral

    Falou falou e não explicou muito… O controle é via ventilador somente? Controla a carga do compressor? O controle da refrigeração usa ar quente pra compensar a temperatura?

    • mattgearhead

      Essas eram as principais perguntas que deveriam ter sido respondidas…

  • Lucas de Lucca

    Tenho um amigo na empresa que o veículo dele tem ar automático e nunca usa, sempre faz tudo manual e sempre deixa gelado ao extremo, ficando desagradável.
    Eu já prefiro deixar nos 20º e sempre no auto, fica confortável em qualquer situação e ninguém reclama. Acho muito útil.

  • Freaky Boss

    Tá aí um ítem que não me faz falta nenhuma, o tal do ar automático. Me viro muito bem com um ar condicionado “manual”.

    (obs: antes que alguém diga: “quando vc tiver vai ver”. Já tive carro com ar digital automático. )

  • afonso200

    detesto quando ele chega na temperatura certa e dai passa pro ar externo,…. dai tem que desligar o AUTO e botar no ar interno, e diminuir a velocidade do vento pq se nao vai esfriar de mais, sempre uso 24.5 ou 25 no Azera. na CRV é 24

    • Alexandre Maciel

      Isso depende do veículo. No meu eu sempre uso com o recirculador e o AC continua funcionando em modo automático. Tanto que a indicação AUTO permanece lá acesa. Outro dia tirei a dúvida de um amigo que possui Civic da geração anterior, já que nesse veículo a indicação AUTO some ao ativar o recirculador. No caso do Civic, ao ativar o recirculador
      apenas a inscrição auto some e o AC continua em modo automático. Como é possível afirmar isso? Basta modificar a temperatura desejada e perceber que o ventilador tem sua veolocidade alterada.

  • Vinicius LMS

    Queria que meu carro tivesse, mas infelizmente ainda tem muitas marcas que só colocam isso apenas na versão de topo, acho um absurdo ter carro de quase 100k sem isso, e todo sedã médio deveria ter de série.
    Quando tenho a oportunidade de dirigir um carro com isso, só coloco entre 22~23,5 e aperto no botão auto que dá para ficar por horas sem mexer no ar, melhor ainda é quando o carro tem o recurso de detectar o ar externo fedido e acionar a circulação interna automaticamente.
    Já no meu carro com ar manual, é aquela coisa de toda hora mexer no botão, porque uma hora esfria muito, depois o para-brisa embaça, aí começo a ficar com calor, direciono a saída para o meu lado, e fica nesse ciclo, mexo mais no ar condicionado do que no rádio para vocês terem ideia.

    • cepereira2006

      Que carro é esse com identificador de ar “fedido”? Gostaria de saber pois nunca vi.

      • Vinicius LMS

        Chevrolet Cruze do modelo anterior, com sensor AQS.
        http://media.gm.com/media/br/pt/chevrolet/news.detail.html/content/Pages/news/br/pt/2012/Apr/0410_cruzesport6.html

  • Ubiratã Muniz Silva

    Uma curiosidade. Há carros com ar automático que não têm a opção de controles manuais. O smart fortwo é um deles. é SÓ automático (ou ar desligado e apenas ventilação e/ou recirculação – com ajuste de direcionamento do ar e velocidade do ventilador). Seleciono a temperatura e esqueço, sem aquela de ficar “corrigindo a refrigeração de tempos em tempos” porque esfriou demais. Mas não é dualzone (nem precisa num carro daquele tamanho haha). Não é digital também. Mas funciona como deveria um ar automático.

    o da imagem linkada acima está com a temperatura em graus Fahrenheit, mas nos vendidos aqui era no mesmo esquema, só que com a escala em graus Celsius. Vai de 18º a 26º se não me falha a memória.

  • Josué

    Acho bem comodo, não precisar ficar ajustando a temperatura, ventilação, etc. O meu é um velho e bom Renault Symbol Privilege.

  • mjprio

    Tenho no meu Versa e sensacional. Funciona muito bem, exceto quando esta mais de 40 graus,quando o ajuste manual e melhor. No mais ele controla a abertura da recirculação, e tem uma escala gradual bem grande do ventilador com umas 10 velocidades. O compressor também funciona de uma maneira diferente. Ja usei o Versa com ar manual e o ganho em termos de performance e significativo. Nao gosto do tipo de ar automatico da linha Renault-Dacia que nao tem controles por botões nem visor.

  • Enrico

    tenho um 2008 com dual zone e adoro

Quem somos

O Fotocampus é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email